kverbos - Espanhol

 
  • Descrição: o software de exercício e prática tem como proposta básica trabalhar no aperfeiçoamento do ensino da língua espanhola. Parte do pressuposto de que o aluno que tenha alguma noção do idioma inglês, pois cria vínculo entre os verbos em espanhol conjugados com seus correspondentes em inglês, somente na forma de infinitivo. O software oferece um número pouco expressivo de verbos em tempos que são selecionados de forma aleatória pelo próprio software. O aluno preenche os espaços referentes a cada pessoa do discurso de acordo com indicação do tempo e do verbo selecionado. Ao término da tarefa, o programa fornece o que pode se entendido como “feedback” para que aluno perceba em que ponto deve se aprimorar.
  • Dados técnicos: Kverbos, versão 1.0, software executável em mais de um sistema operacional, ou seja, não fica restrito ao Linux, pode ser utilizado também em Windows e Macintosh. Sua tradução está disponível em português do Brasil. Enquanto seu  manual está inglês e é acessível através do menu Ajuda.
  • Vantagem: traz uma referência sobre a língua espanhola, além da possibilidade de alterar o conteúdo, se for necessário. Além da possibilidade de propor alterações, é possível gravá-las.
  • Desvantagem: é um programa bem limitado sob o ponto de vista pedagógico, não oferece uma contextualização mínima para os verbos que sejam trabalhados pelo professor em suas possibilidades semânticas. A concepção das atividades volta-se de forma muito evidente para uma linha mecanicista que confunde aprender com decorar, ou reter e repetir uma determinada informação. Além disso, o software é bem confuso, com relação ao seu manuseio e tem seu manual em inglês, o que não ajuda nem pouco ao usuário.
  • Considerações. é bem complicado pensar na utilização desse tipo de software, se não for de forma secundária, como um simples material de apoio, ou instrumento referencial. Nota-se que o software exige do professor um esforço a mais em dois sentidos: decifrar a maneira como manuseá-lo e depois propor atividades em que o conteúdo do software seja aproveitado como material de consulta.