Página Inicial > Módulo 4 > Práticas Pedagógicas

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Aumentar fonte Diminuir fonte

 

4.3. Práticas Pedagógicas
Práticas pedagógicasAo incluir Objetos de Aprendizagem nas práticas pedagógicas, os professores podem contextualizar e globalizar os saberes, oferecendo aos alunos a possibilidade de elaborar esquemas de ação e construir novos conhecimentos. Assim, além de usar o material educacional para enriquecer a prática pedagógica, é preciso ajudar os alunos a estabelecer relações entre o que está sendo estudado e o contexto em que estão inseridos.

Para utilizar um Objeto de Aprendizagem no contexto educacional, é preciso selecionar o que melhor corresponde às necessidades. Para isso, pode-se realizar uma busca nos repositórios, como foi visto no item 4.2 Repositórios. Mesmo os repositórios sendo locais de armazenamento e busca, eles também são ambientes voltados à colaboração, pois os educadores podem desenvolver OAs e armazená-los nestes espaços virtuais.

No item 4.1 Compreendendo OAs estudou-se que os OAs podem ser desenvolvidos em diversos formatos e linguagens e construídos a partir de diferentes ferramentas, entre elas: os aplicativos do Linux Educacional, do BrOffice e outros disponíveis na internet. Essas ferramentas possibilitam criar uma infinidade de materiais digitais, entre eles, jogos, exercícios interativos, hipermídias, histórias digitais, entre outros.

Mesmo com uma quantidade bem significativa de Objetos de Aprendizagem disponíveis nos repositórios, pode acontecer de algum tema não ser encontrado durante as buscas. Neste caso, a opção é construir um OA com as ferramentas anteriormente sugeridas ou outras que atendam às necessidades específicas. Pesquise e desenvolva seu próprio OA e compartilhe suas ideias com os demais cursistas! Acesse algumas sugestões práticas de construção de OAs.

A seguir, são destacados alguns exemplos  de práticas pedagógicas utilizando Objetos de Aprendizagem disponíveis na rede. Os exemplos aproximam-se das áreas destacadas nos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs), que são orientações gerais, propostas pelo Ministério da Educação e visam orientar o planejamento escolar. Essas orientações devem sempre ser adaptadas à realidade da escola e dos alunos, assim como os exemplos destacados. A intenção é que as práticas pedagógicas descritas possam servir como norteadoras para a construção de novas propostas educacionais.


MatemáticaLíngua PortuguesaCiências NaturaisHistóriaGeografiaArteEducação FísicaLíngua Estrangeira

Curiosidade O Portal OBAA trabalha na convergência entre tecnologias de Objetos de Aprendizagem (OA) e de Sistemas Multiagente como forma de dar mais flexibilidade, adaptabilidade e interatividade a ambientes de aprendizagem. A partir daí, o OBAA busca construir OAs interoperáveis, acessíveis pela web, tv-digital, com possíveis extensões para telefones móveis. Saiba mais sobre o OBAA .








Você já leu José Gimeno Sacristán?José Gimeno Sacristán -  Fonte: Jornal El País 2008.Professor de Didática na Universidade de Valencia, na Espanha, José Gimeno Sacristán é um pedagogo que sempre pesquisou sobre a escola e seus problemas educativos, mais especificamente o currículo. Para o autor, o currículo deve ser entendido como um processo que valorize a lógica do pensamento do aluno.
Sacristán critica, portanto, a listagem de conteúdos obrigatórios. Nesse sentido, o currículo deverá fornecer meios para que o aluno se posicione em relação à sua cultura e à sociedade. Por outro lado, o professor precisa ter consciência das teorias, valores e crenças que embasam a organização curricular da escola, ou seja, do currículo oculto presente nas práticas cotidianas.
De acordo com Sacristán, é essa consciência de que o currículo não serve para o objetivo que deve cumprir que possibilitará a melhora na qualidade do ensino e a reorganização dos conteúdos de acordo com o contexto de cada escola, professor e aluno.

Para saber mais:
SAVIANI, Nereide. Origem do currículo e tradição escolar brasileira. Acesso em: 12 abr. 2010. GIMENO SACRISTÁN, José. A educação que temos, a educação que queremos. Acesso em: 23 maio 2010. GIMENO SACRISTÁN, José. Tendências investigativas na formação de professores. Inter-Ação: Rev. Fac. Educ. UFG, v. 27, n. 2, p. 1-54, jul./dez. 2002. Acesso em: 25 mar. 2010. INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA - INEP. José Gimeno Sacristán - Textos disponíveis online. Acesso em: 13 maio 2010.







 

Saiba Mais Atividades Passatempos Glóssario