Áudios
Vídeos
Simuladores
Experimentos
Botão para a Página Inicial Botão para Retornar a Geometria Espacial Botão para a Página de Figuras Geométricas Espaciais Botão para a Página de Volume Botão para a Página de Perspectiva Botão para a Página de Planificações

  Geometria Espacial

Como a Geometria Plana, a Geometria Espacial baseia-se nos chamados conceitos geométricos primitivos. Define-se como conceito primitivo todo aquele conceito que não admite definição, isto é, que é aceito por ser óbvio ou conveniente para uma determinada teoria. São conceitos intuitivos.

Os conceitos geométricos primitivos da Geometria Espacial são os seguintes:

• Ponto: é o conceito geométrico primitivo fundamental. Euclides o definiu como "aquilo que não tem parte". Diz-se que o ponto não tem dimensão. A única propriedade do ponto é a localização. Imagine um ponto, o menor que você puder. Diz-se que o ponto não tem dimensão (é adimensional), ou seja, ele é tão ínfimo quanto quisermos, e não faz sentido mencionar qualquer coisa sobre tamanho ou dimensão do ponto. Toda a figura geométrica é considerada um conjunto de pontos. Representa-se o ponto por uma letra maiúscula qualquer do alfabeto latino.

• Reta: não tem origem nem extremidade; é infinita, por isso não é possível determinar o seu comprimento; é um conjunto infinito de pontos. Dois pontos determinam uma reta. Uma linha traçada com régua é uma linha reta. Representa-se uma reta por qualquer letra minúscula do alfabeto.

• Plano: você pode imaginá-lo como uma folha de papel infinita. Um plano é uma superfície plana que se estende infinitamente em todas as direções. A superfície de uma mesa é plana. Representa-se um plano por letras gregas minúsculas.

• Linha: imagine um pedaço de barbante sobre uma mesa, formando curvas ou nós sobre si mesmo: este é um exemplo de linha.


Condigital – 2010
Licença Creative Commons – uso não comercial, não permite obras derivadas